Rua Silva Bueno, 599 - sala 1104 - Ipiranga - SP 13 3233-4587 13 3054-8383 11 96351-0335

Importar peças automotivas pode sair até 80% mais barato do que as nacionais

Gostou? compartilhe!

Importar peças automotivas pode sair até 80% mais barato do que as nacionais

Continue Lendo

E-commerce é uma modalidade de vendas consolidada em diversos setores. A gente se sente confortável para comprar Blu-Ray (alguém ainda compra isso?), livros ou roupas pela internet. Mas, peças para carro, ainda há receio dos compradores.

Sorte dos fabricantes, que comumente ganham muito dinheiro com a venda de itens que chegam a custar quase o dobro no Brasil em relação ao praticado em outros países.

Para comprovar a disparidade de cifras entre concessionárias no Brasil e sites internacionais, como eBay e Amazon, selecionamos carros de diferentes categorias que são encontrados com as mesmas especificações em outros países: Honda Civic Touring, Chevrolet Camaro SS e BMW M5 (confira a tabela abaixo).

O jogo de pastilhas de freio para o Civic, por exemplo, é vendido por R$ 714 nas autorizadas do país. No site hondapartsnow.com, é possível importá-las por R$ 483, já com frete, impostos e taxa do correio.

Já o farol do Camaro custa R$ 21.779 nas concessionárias GM. A mesma peça no site eBay sai por R$ 3.925,90 – 82% mais em conta.

“É por isso que importo quase todas as peças que preciso há mais de dez anos”, diz Jackson Ferraz, dono da JK Auto Mecânica, em São Paulo.

Segundo o mecânico, se juntasse tudo que já trouxe para o país, daria para montar um carro. “Compro pela internet peças para diversas marcas, como Porsche, BMW, Maserati, Chevrolet, Ford e Audi. Até o motor do Mustang atual eu importei. Mesmo com impostos e frete, ainda é muito mais vantajoso do que comprar aqui.”

 

Vale destacar que é possível importar qualquer componente automotivo pela internet, exceto pneus, baterias, fluidos e tintas, devido à necessidade de homologação pelos órgãos reguladores e ambientais.

Se você já comprou algo em sites como Mercado Livre e OLX, que também comercializam peças para carros, não terá problemas ao adquirir itens em páginas internacionais.

“Os cuidados são bem parecidos, como o de conferir o histórico e qualificação do vendedor, os comentários deixados por quem já comprou, se é uma empresa terceirizada”, explica Ferraz.

Mas, por ser uma compra estrangeira, é preciso ficar atento a alguns detalhes. “Cheque se o vendedor despacha para o Brasil, consulte o valor do frete e confira a incidência de impostos. Não são todos os sites que calculam o tributo automaticamente.”

Outro detalhe para ficar atento é o código da peça. Muitas marcas disponibilizam mais de um número de peça para o mesmo veículo. É possível descobri-lo nas concessionárias, usando o chassi do carro, ou na internet.

“Encontrar um site que tenha os códigos de peça de um determinado carro é simples. Basta fazer uma pesquisa no Google com o nome da marca e as palavras ‘part number’”, orienta o mecânico.

 

 

-

Fonte: Exame



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Wohlers Cargo Whatsapp Wohlers Cargo